RSS

Arquivos mensais: Outubro 2009

Novo anuncio da ZON

image001

Enviado por Luis Rosa

 
 

O que é que andam a dar de comer a este puto????

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 29/10/2009 em Youtube no seu melhor

 

Etiquetas:

Canções com história: Pearl Jam – Alive

Quem segue o meu blog ou conhece-me sabe que sou um grande fã de Pearl Jam.
Aqui no blog já tinha contado a história por traz da música Jeremy do Album “Ten”. Desta vez vou partilhar a história por traz da música Alive do mesmo álbum de Jeremy, mas desta vez não serei eu a contar a história mas sim a pessoa que escreveu e interpreta a música, Eddie Vedder.

Aqui fica a história por traz da música Alive e com legendas.

Pearl Jam – Alive

Letra:

“Son,” she said, “have I got a little story for you…
What you thought was your daddy was nothin’ but a…
While you were sittin’ home alone at age thirteen
your real daddy was dyin’. Sorry you didn’t see him, but I’m glad we talked…”

Oh I, oh, I’m still alive
Hey, I, I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey…oh…

Oh, she walks slowly, across a young man’s room.
She said “I’m ready…for you…”
“I can’t remember anything of this very day,
‘cept the look, the look…
Oh, you know where, now I can’t see, I just stare…”

I, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Hey I, boy, I’m still alive
Hey I, I, I, I’m still alive, yeah
Ooh yeah…yeah yeah yeah…oh…oh…

“Is something wrong?” she said
Of course there is
“You’re still alive,” she said
Oh, and do I deserve to be?
Is that the question?
And if so…if so…who answers…who answers…?

I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Yeah I, ooh, I’m still alive
Yeah yeah yeah yeah yeah yeah

 

Etiquetas:

Tuga encontrado morto 2 anos depois

Um emigrante português morreu, há dois anos, em sua casa, nos arredores de Paris. Mas só na passada segunda-feira foi encontrado.

Sentado num cadeirão e “literalmente mumificado”. Foi assim que os bombeiros encontraram um português, de 62 anos, morto há dois, num apartamento dos arredores de Paris, para onde emigrara. Apesar do cheiro do corpo em decomposição, ninguém deu pela sua morte.

José Gomes de Macedo, natural de de Vila Verde (Braga), era reformado da construção civil e vivia, há oito anos, em Beauregard, na periferia oeste de Paris. Há vários anos que a família, incluindo a mulher de quem estava separado e que reside em Portugal, não tinha notícias dele.

“Pode ter sido o coração. O homem estava sozinho, sentou-se, talvez tenha bebido um bocado. Sabe, os portugueses chegam-lhe bem”, comentou um vizinho, um emigrante de origem magrebina “habituado a trabalhar com outros portugueses” e que não quis ser identificado. “Ele era um homem discreto. Falava pouco e ouvia mal”, acrescentou.

Um alerta anónimo feito de uma cabina telefónica, em Poissy, na noite de domingo para segunda-feira, levou os bombeiros ao local. Foi através do número de série da prótese auditiva que as autoridades o identificaram.

Ao longo dos dois últimos anos, a renda de casa continuou a ser paga por transferência bancária automática, “como é normal”, esclareceu uma funcionária no escritório da instituição que gere os vários prédios de habitação social onde vive grande número de emigrantes. A electricidade, no entanto, estava cortada no apartamento de José Gomes de Macedo.

“Nunca demos por nada nem desconfiámos de nada. O senhor era um homem muito discreto. As rendas foram sempre pagas. A nossa preocupação é mais com aqueles que não pagam a renda…”, justificou aquela funcionária.

“Não é normal alguém morrer e estar dois anos sem ninguém dar por nada. É preciso colocar questões ao banco, aos correios, à empresa de electricidade. Um homem morre e já ninguém percebe?”, indignou-se um lojista.

A caixa do correio de José Gomes Macedo estava cheia de correspondência desde 2007. No frigorífico, os bombeiros encontraram iogurtes com data desse ano.

O caso foi classificado de “chocante e trágico” pelo embaixador de Portugal, Francisco Seixas da Costa.
“Este foi o momento mais chocante de toda a minha vida diplomática de mais de trinta anos”, frisou.

A comunidade de Beauregard, Poissy, Yvelines, na periferia de Paris, manifestou-se chocada relativamente “solidão total” do emigrante português encontrado dois anos após ter morrido na casa onde vivia.

fonte Publico online

 

Omaha Bitch – Dancing Cyprine

Letra:

Dance floor
T’es sur le Dance Floor
So dior
Tu remues ton corps
Christal
Only the best champagne !
Spotlights !
T’es tellement show-off, t’es so rock, tu prendrais bien des cours de guitare.
Hahaha
Gnagnagna
White stripes !
T’écoutes les white stripes
Star Ac’
Sex drugs and endemol, ton look glam, t’as un T-shirt d’Iron Maiden
Maideeen Gnagna…
Cause now you love to rock
Oh yeah ma salope
You are my little dancing dancing cyprine
Ass on fire
Ass on fire
I will set up ass on fire
Go see the strokes
Fucking trendy bitch

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 26/10/2009 em Sonoro Internacional

 

Etiquetas:

Golaçooooooooooo!

Dragan Stojkovic, antigo capitão da Jugoslávia e astro proeminente de Estrela Vermelha, Marselha e Verona, provou recentemente que “quem sabe nunca esquece”.

Atualmente com 44 anos e no comando técnico do Nagoya Grampus Eight, da J-League, Stojkovic aproveitou uma paragem do desafio para marcar um golão, depois de ter saltado que nem uma mola do banco de suplentes e respondido, de primeira e com muita classe, a uma bola perdida.

Resultado? Sapatinho de gala a precisar de lustro, gravata por ajeitar, festa rija nas bancadas, mãos ao alto em sinal de agradecimento e… expulsão ordenada por um árbitro menos dado a grandes momentos.

Fonte Record Online

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 24/10/2009 em A magia do Futebol

 

Etiquetas:

Mas que bubedeirão

Enviado por: Ana Catarina

 

Etiquetas: