RSS

Arquivo da Categoria: Canções com história

There’s a story behind every song – BD

There’s a story behind every song (Há uma história por trás de cada música) é este o nome da nova campanha do Hard Rock Café.
Esta campanha consiste numa banda desenhada que conta a história por trás de 3 músicas que tiveram um enorme sucesso. As músicas são a Redemption Song de Bob Marley, Tears in Heave do Eric Clapton e Let it Be dos Beatles.

Redemption Song – Bob Marley

Esta música quando foi escrita por Bob Marley já lhe tinha sido diagnosticado cancro da pele, doença da qual Bob viria a falecer. A sua mulher Rita Marley afirmou que quando Bob escreveu esta canção já estava bastante doente, “ele já estava secretamente em grande dor e a lidar com a sua mortalidade, uma característica que é evidente no ábum, especialmente nesta canção”, esta aliás, no alinhamento do seu último álbum foi escolhida como a última música, o que muitos afirmaram ser o canto do cisne (uma referência a uma antiga crença de que o cisne-branco é completamente mudo durante toda a sua vida, mas pode cantar uma bela e triste canção imediatamente antes de morrer. In wikipédia)

clicar para aumentar

Tears in Heaven – Eric Clapton

Secalhar das 3 músicas, é aquela ao qual a história é a mais conhecida (julgo eu)

Conor Clapton filho de 4 anos e meio de Eric Clapton, caiu do 53º andar depois da empregada de casa deixar uma janela parcialmente aberta.
Eric Clapton escreveu uma música dedicada ao filho falecido para o ajudar a ultrapassar a perda do filho. A sua mulher sempre se recusou a ouvir a música.
Em 2004 Eric Clapton deixou de tocar Tears In Heaven pois afirma que é uma música muito emocional para ser executada em público.

Clicar para aumentar

Let it be – The Beatles

Este foi o ultimo álbum dos Beatles. Inicalmente começaram a trabalhar num projecto chamado Get Back, que depois viria a chamar-se Let it Be. Com o enorme sucesso que tinham dos trabalhos antecedentes e a fama que dai proveio, os 4 rapazes tiveram dificuldades em lidar com essa mesma fama e a relação entre eles foi-se deteriorando. Algumas das razões para o fim da banda foram as más relações entre Lennon e McCartney, a presença de Yoko Ono (mulher de Lennon) não era bem vista pelos elementos da banda e a ausência de Brian Epstein (Manager da banda), que era o elemento que ajudava a unir e apaziguador da banda.
O culminar das sessões de gravação de Let It Be deu-se a 30 de Janeiro de 1969, data em que os Beatles fizeram a última aparição ao vivo, no famoso concerto do telhado do Apple Building.
(fonte Blitz)

 
 

Jared Leto caracteriza Kurt Cobain

O dia 5 de Abril para os fans do grunge é um dia de enorme simbolismo, pois é a data da morte de Kurt Cobain. Desde o suposto suícidio já passaram 17 anos.

Jared Leto vocalista dos 30 seconds to mars fez uma homenagem, e caracterizou na perfeição Cobain!

“”Ouvi dizer que o Kurt morreu há 17 anos. Não posso crer que já se passou tanto tempo. Estou-lhe muito grato pelo seu contributo e pela sua inspiração. Não sei se estaria a fazer isto [música], se não fosse ele. Ele deu-nos a todos permissão para criarmos, independentemente das nossas habilidades, e lembrou-me que os sonhos são possíveis. Obrigado por isso”.

“Isto fez-me lembrar um pequeno filme que fiz quando soube que estavam a fazer um filme para celebrar a sua vida. Fi-lo para explorar a personagem e as possibilidades criativas. Nunca o mandei para o estúdio nem a ninguém mas agora lembrei-me de partilhá-lo convosco”
partilhou Leto no seu blog.

Fonte Blitz

 

Canções com história: Pearl Jam – Alive

Quem segue o meu blog ou conhece-me sabe que sou um grande fã de Pearl Jam.
Aqui no blog já tinha contado a história por traz da música Jeremy do Album “Ten”. Desta vez vou partilhar a história por traz da música Alive do mesmo álbum de Jeremy, mas desta vez não serei eu a contar a história mas sim a pessoa que escreveu e interpreta a música, Eddie Vedder.

Aqui fica a história por traz da música Alive e com legendas.

Pearl Jam – Alive

Letra:

“Son,” she said, “have I got a little story for you…
What you thought was your daddy was nothin’ but a…
While you were sittin’ home alone at age thirteen
your real daddy was dyin’. Sorry you didn’t see him, but I’m glad we talked…”

Oh I, oh, I’m still alive
Hey, I, I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey…oh…

Oh, she walks slowly, across a young man’s room.
She said “I’m ready…for you…”
“I can’t remember anything of this very day,
‘cept the look, the look…
Oh, you know where, now I can’t see, I just stare…”

I, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Hey I, boy, I’m still alive
Hey I, I, I, I’m still alive, yeah
Ooh yeah…yeah yeah yeah…oh…oh…

“Is something wrong?” she said
Of course there is
“You’re still alive,” she said
Oh, and do I deserve to be?
Is that the question?
And if so…if so…who answers…who answers…?

I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Yeah I, ooh, I’m still alive
Yeah yeah yeah yeah yeah yeah

 

Etiquetas:

Canções com história (U2 – Sunday Bloody Sunday)

U2 são conhecidos pela sua participação activa em causas políticas e humanitárias. Sunday Bloody Sunday é uma das músicas que retrata a luta que a banda e em especial Bono Vox têm tido na defesa dos direitos humanos.

bloody_sunday

Sunday Bloody Sunday, é o nome da canção que os U2 compuseram em 1983 em memória da tragédia que se abateu sobre os irlandeses no dia 30 de Janeiro de 1972 durante uma marcha de protesto pelos direitos civis da Northerm Ireland Civil Rights Association, após a publicação de um decreto do Governo Britânico que permitia a prisão de elementos suspeitos de terrorismo sem julgamento.

Em pleno domingo, milhares de pessoas, muitas crianças e mulheres, reuniram-se no bairro de Creggan com o objectivo de realizar uma marcha de protesto até á praça Guildhall. Entretanto o exército inglês recebe ordens para avançar sobre os manifestantes para prender o maior número de manifestantes e dispersar a manifestação, começando assim o clima de tensão. As tropas britânicas entraram em conflito com os manifestantes e mataram 14 pessoas (6 menores) e deixaram ainda 25 feridas, 5 das vítimas foram alvejadas pelas costas.

Depois do sucedido a imprensa britânica apelidou este dia de Domingo Sangrento (Bloody Sunday) nome da música em questão.

Este dia ficou gravado para sempre na memória de todos aqueles que se manifestam contra a opressão e que lutam pelos direitos humanos. A violência na Irlanda do Norte aumentou exponencialmente.

Quem quiser saber mais pode ver o filme Bloody Sunday de 2002.

Letra:

I can’t believe the news today
I can’t close my eyes and make it go away

How long, how long must we sing this song
How long, how long

Tonight we can be as one, tonight
Broken bottles under children’s feet
Bodies strewn across a dead end street
But I won’t heed the battle call
It puts my back up
Puts my back up against the wall

Sunday bloody Sunday
Sunday bloody Sunday
And the battle’s just begun
There’s many lost, but tell me who has won
Trenches dug within our hearts
And mothers, children, brothers, sisters torn apart

Sunday bloody Sunday
Sunday bloody Sunday

How long, how long must we sing this song
How long, how long
‘Cause tonight we can be as one
Tonight, tonight
Sunday, bloody Sunday
Tonight, tonight
Sunday, bloody Sunday
Tonight, tonight

Wipe the tears from your eyes
Wipe your tears away
I wipe your tears away
I wipe your tears away
Sunday, bloody Sunday
Wipe your blood shot eyes

Sunday, bloody Sunday
Sunday, bloody Sunday
Sunday, bloody Sunday
Sunday, bloody Sunday
Sunday, bloody Sunday

And it’s true we are immune
When fact is fiction and T.V. reality
Sunday, bloody Sunday
And today the millions cry
Sunday, bloody Sunday
We eat and drink while tomorrow they die
Sunday, bloody Sunday
The real battle just begun
Sunday, bloody Sunday
To claim the victory Jesus won

On a Sunday, bloody Sunday
Sunday, bloody Sunday

 

Pearl Jam – Jeremy (1992)

Música original dos Pearl Jam(PJ) incluída no álbum de estreia “Ten” de 1992. Esta música tem uma história especial e desconhecida por muitos, mas que todos os verdadeiros fãs de PJ já devem saber.

Esta música foi escrita por Eddie Vedder (Vocalista de PJ) em memória a um colega de escola chamado Jeremy Wade Delle.

Jeremy Wade Delle a 8 de Março de 1991 com 15 anos entrou na sala de aula onde se encontrava toda a sua turma e professora, munido de uma arma, suicidou-se com um tiro na cabeça em frente a toda a gente que incluía Eddie Vedder e Jeff Ament (Baixista de PJ).
Jeremy sofria constantemente de violência física e psicológica por parte dos colegas (bullying), razão para este fatídico acto.

Pearl Jam fizeram um grande tributo a Jeremy, a musica e video retratam tudo o que falei.

Acustico e legendado

Letra:

At home, drawing pictures of mountain tops
With him on top lemin yellow sun, arms raised in a v
And the dead lay in pools of maroon below
Daddy didnt give attention
Oh, to the fact that mommy didnt care
King jeremy the wicked…oh, ruled his world…
Jeremy spoke in class today… (2x)

Clearly I remember pickin on the boy
Seemed a harmless little fuck
Ooh, but we unleashed a lion…
Gnashed his teeth and bit the recess ladys breast…
How can I forget?
And he hit me with a surprise left
My jaw left hurtin…ooh, dropped wide open
Just like the day…oh, like the day I heard

Daddy didnt give affection, no…
And the boy was something that mommy wouldnt wear
King jeremy the wicked…oh, ruled his world
Jeremy spoke in class today… (3x)
Woo… (14x)
Try to forget this…try to forget this…
Try to erase this…try to erase this…
]from the blackboard…

Jeremy spoke in class today… (2x)
Jeremy spoke in, spoke in… (2x)
Jeremy spoke in class today…
Woo… (29x)
Woooooohhh…spoke in, spoke in…
Woooooohhh…uh huh, uh huh…